Foto:
Ceifa tradicional em Vale da Mua

Instalação de Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível na Freguesia

União de Freguesias parceira

A União de Freguesias Proença-Peral é parceira do projeto de instalação de Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível, projeto promovido pelo ICNF, contando também com o empenho do município de Proença.

À união de Freguesias compete sensibilizar, informar(colocar editais) e contatar os proprietários com terrenos no interior da Rede Primária.

Neste momento, vai iniciar-se a instalação de uma nova Rede Primária na freguesia, implementada nos lados direito e esquerdo de estradas e outras vias, com vista a reduzir a carga combustível, parar o avanço de fogos ou proteger quem circula nessas vias em caso de fogos.

Está prestes a ter inicio um projeto deste âmbito, com início no ramal do IC8, nas Azinharias, seguindo o percurso da estrada municipal que passa no Alto do Galisteu até ao local conhecido como Martin Soares(estrada do Caniçal), onde é interrompida.

Seguidamente, esta faixa de limpeza de vegetação em ambos os lados da estrada, recomeça no Alto do Caniçal, seque pela estrada do Pergulho, e termina na Redonda.

Esta faixa inclui terrenos de proprietários de aldeias como Pergulho, Galisteu, Caniçal e Relva da Loiça, entre outros, cujos proprietários são contatados.

Estes projetos só são implementados em ambos os lados de estradas de asfalto ou terra batida com o mínimo de seis metros de Largura, para poder circular um autotanque de bombeiros.

Na rede secundária, os trabalhos passam pela limpeza de vegetação 10 metros para cada lado da estrada. Já na rede primária será limpo um total de 126 metros, 63 para cada lado da estrada ou via.

São 120 metros assim distribuídos. Nos primeiros 10 metros, para ambos os lados da via, não pode haver qualquer vegetação ou árvores como eucaliptos ou pinheiros. Mas podem ser plantadas árvores de fruto e folhosas.

Nos 20 metros seguintes, de ambos os lados, já pode haver árvores, mas com as copas a quatro metros umas das outras. Nos 30 metros seguintes, também de ambos os lados, pode haver pinheiros e eucaliptos, mas com copas espaçadas dois metros.

Este projeto tem diversas vantagens em relação à rede secundária. Quem tiver terrenos nas redes primárias vai ser ressarcido, pois não pode plantar livremente, devendo obedecer às regras estipuladas.

A manutenção anual, a mobilização de terrenos e o corte (à medida e com empilhamento)de árvores existentes é realizada pelo ICNF. Mas a madeira obtida no corte pertence aos proprietários.

Segundo o ICNF, o planeamento, instalação e manutenção da Rede Primária deverá ter em consideração alguns aspetos, nomeadamente:

  • A sua eficiência no combate a incêndios de grande dimensão;
  • A segurança das forças responsáveis pelo combate;
  • O valor socioeconómico, paisagístico e ecológico dos espaços rurais;
  • As características fisiográficas e as particularidades da paisagem local;
  • O histórico dos grandes incêndios na região e o seu comportamento previsível em situações de elevado risco meteorológico;
  • As atividades que nelas se possam desenvolver e contribuir para a sua sustentabilidade técnica e Financeira.

A execução da Rede Primária permitirá:

  • Trabalhar na base e não na cumeada devido à predominância de combustíveis finos e no solo associado a menores intensidades de chama;
  • Uma amplitude de visão global da envolvente, facilitando a identificação do posicionamento das diversas equipas, bem como a definição clara dos pontos de ancoragem;
  • Ser uma referência na paisagem;
  • Facilitar o reabastecimento de água entre viaturas.